sexta-feira, 21 de junho de 2019




Recordei há dias a passagem do 60.º aniversário de casamento!  -  8 de Junho de 1959






















Esteve na cerimónia do nosso casamento a pianista Eleanora Amzel, professora de minha irmã Maria Francisca, e que gostava muito da família Sá Marques. Conheci-a na Rua do Passadiço, em casa de meus Pais, mas quando comecei a trabalhar na Associação dos Diabéticos, na Rua do Salitre, frequentemente a visitava para corresponder ao seu pedido de apoio!


A Madame Amzel moravana Rua do Salitre, 2º andar do n.º 133
  

A Rita guarda em sua casa o quadro de Malkin, pintor surrealista, que foi o presente de casamento da Madame Amzel .







Minha irmã Maria Adelaide, com a Madame Amzel na Rua do Passadiço.

Durante as ultimas décadas de vida, a Madame Amzel teve sempre o apoio e a ajuda da minha irmã Maria Adelaide.


A Madame Amzel com meu irmão José, violinista, e um discípulo italiano, Franco






quinta-feira, 16 de maio de 2019












Na rua Dr. Sá Marques, em Idanha-Belas, ainda se mantém a casa na qual Aquilino habitou algum tempo, ocupando o lado virado a sul, que dá para a Praça das Forças Armadas. Foi aí que escreveu a dedicatória a Gualdino Gomes do livro de contos "Estrada de Santiago", e o "Romance da Raposa".


O edifício actualmente






O edifício quando esteve para venda














A carta que Aquilino Ribeiro escreveu a meu Pai quando da sua chegada à Idanha:








domingo, 17 de fevereiro de 2019



Uma recordação da Associação Protectora dos Diabéticos Pobres






De 1953 a 1963 funcionou no edifício dos Armazéns do Castelo uma Filial na cidade do Porto da Associação Protectora dos Diabéticos Pobres.
Os Armazéns do Castelo, um estabelecimento centenário de que muitos portuenses se recordarão por vender têxteis- lar e vestuário, foi adquirido recentemente pela Livraria Lello. Os Armazéns do Castelo, uma casa de referência aberta em 1910, mudaram de proprietário em Fevereiro de 2016.  Nessa mesma altura foram renovados em tempo recorde, após uma semana intensiva de obras, mantendo-se fiéis ao traçado original deste edifício histórico, no número 166 da Rua das Carmelitas. Assim, em Março de 2016 deu-se a inauguração desta re(nova) da loja do Porto.


A sucursal (delegação) da APDP no Porto funcionou de 1953 a 1963 sob a Direcção Clínica do Dr. Eduardo Santos Silva, filho de Eduardo Santos Silva, também médico. Os trabalhos administrativos eram da responsabilidade de Nogueira Pinto.



Drs. Eduardo Santos Silva, Pai e Filho






domingo, 27 de janeiro de 2019





Estive a reler o livro "Eduardo Santos Silva  -  Cidadão do Porto"  -  uma gentil oferta do Dr. Eduardo Santos Silva (neto)















Lembro-me de dois preciosos livros sobre diabetes da autoria de Eduardo Santos Silva Filho e recordo os contactos tidos com este colega, quando do funcionamento no Porto duma sucursal da Associação Protectora dos Diabéticos Pobres, de que foi médico responsável.



Eduardo Santos Silva  -  Pai e Filho




Estou a recolher algumas recordações para ajudar o trabalho que o Doutor Ismael Vieira pretende fazer sobre a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal.






quinta-feira, 24 de janeiro de 2019





Tive hoje a agradável visita do Dr. Ismael Cerqueira Vieira, Investigador do CITCEM da Universidade do Porto, que está interessado no estudo da "Diabetologia Social". Foi uma tarde encantadora e inesquecível!
Recordei muitas memórias da minha actividade na Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal e do seu criador, o meu saudoso Mestre Ernesto Roma.





Durante a nossa conversa e quando folheava o Boletim APDP de Janeiro/Março 1995 lembrei o texto do Nuno Castel-Branco - "O Doutor Ernesto Roma e a formação de técnicos de Alimentação"